Guerreiros

Herdeiros de Cacira

Quando a Criação e a Casa dos Deuses estavam estabelecidas, Caiçara escolheu aquele lugar como seu Santuário. Cacira ficou com medo que o pai e o Fogo Sagrado ficassem desprotegidos e assim escolheu alguns de seus mortais favoritos para que pudessem protegê-lo. Não confiando cegamente em mortais, decidiu dar um pouco do seu poder para eles. Mesmo sem saber, ali, Cacira criou os primeiros herdeiros.

Cacira gostou do que havia criado e decidiu dividir com os mortais sua nova descoberta. Em suas andanças, escolhia alguns poucos mortais que julgava valorosos. Eram pessoas fortes, rápidas e vorazes. Mais importante que qualquer uma dessas qualidades, Cacira valorizava a audácia, a generosidade, o desejo de proteger aqueles que se ama e a coragem. Esses eram os traços dos que chamou de Guerreiros. Deles não pedia nada além da promessa de guardar suas casas, famílias, o fogo e a Chama Sagrada e, se necessário, correr em auxílio a Caiçara.

Guerreiros não moldaram nenhuma parte da Criação como a conhecemos, porém foram eles que lutaram todas as guerras para mantê-la intacta e para destruí-la. Eles se digladiavam entre si, com outros mortais e outros herdeiros. Se voltavam contra deuses e os protegiam. Por algum tempo a existência de guerreiros desequilibrou a Criação por completo. Quando Apeîara criou os Guias, o Pajé os Curandeiros e Jaci os Encantadores, a criação voltou a se estabilizar, pois os outros herdeiros eram capazes de controlar os guerreiros.

Guerreiros são como seu patrono. Fortes, velozes, ágeis e implacáveis. Eles também possuem um fator de cura acelerado, embora não possuam qualquer magia.

Eles foram capazes de se modernizar com extrema facilidade. As lanças evoluíram em aço e nióbio, os arcos em fibra de carbono e a pele nua em kevlar. Muitos seguiram carreiras militares e criaram doutrinas e matérias que derivam de histórias e tradições. Embora essas tradições sejam muito fortes, as inovações militares têm grande espaço entre guerreiros.

Embora muitos Guerreiros ainda mantenham a promessa de proteger Caiçara e por associação o panteão, Paba conseguiu recrutar todos aqueles infelizes com suas heranças e linhagens. Todos aqueles que queriam se ver livres de Cacira, Caiçara e as obrigações com os deuses se juntaram ao deus traidor.

E todos sabem, uma guerra onde haja guerreiros dos dois lados, é uma guerra que poucos sobreviverão.

Somos muitos seus filhos, 

Nos ânimos fortes,

Temíveis na guerra,

Que em densas coortes

Assombram das matas

A imensa extensão!